fbpx

Se você tem um cachorro ou pensa em dar boas-vindas a um cão de estimação em sua vida, é importante que você saiba sobre cuidados com o banho e tosa do animal. Tomar banho e cuidar do seu cão não apenas os manterá limpos e saudáveis, mas você e sua casa também.

Desde treinar seu cão para que ele aprenda a aproveitar o banho até cuidar de diferentes áreas do corpo do animal, você encontrará tudo o que precisa saber neste guia prático. Então vamos começar!

Banhando seu Cão

Por que banhar seu cão?

Banhar o seu cão quando necessário é uma parte importante dos cuidados gerais com animais de estimação. Para cães com pele saudável e pelagem saudável, o motivo mais comum para tomar banho é remover um odor desagradável ou porque acumularam sujeira no pêlo.

Os benefícios do banho podem incluir a limpeza da pele e do pêlo, o que ajuda a remover pêlos soltos, escamas e detritos e melhora o brilho do pêlo.

Para cães com problemas de pele específicos, o banho pode fazer parte de seu plano de tratamento médico, conforme recomendado pelo seu veterinário.

Quantas vezes banhar seu cão

A frequência com que você banha seu cão varia entre cada cão e suas necessidades específicas. Essencialmente, os cães só devem tomar banho quando necessário.

Geralmente, é necessário tomar banho quando um cão tem um odor desagradável ou acumula sujeira / lama em sua pelagem.

Portanto, se o seu cão cheira normal (lembrando que a maioria dos cães tem um cheiro saudável para o cachorro, o que não é desagradável) e eles não estão sujos, provavelmente o banho provavelmente não é necessário nessa fase.

Se os cães forem banhados com muita frequência, isso pode ressecar a pele e o pêlo e causar problemas. Somente tomar banho quando necessário deve ajudar a impedir a secagem da pele devido ao banho excessivo, pois os óleos naturais da pele e do pêlo não serão removidos com muita frequência.

Cães com problemas de pele podem exigir horários de banho diferentes, como parte de seu plano de tratamento, e seu veterinário local pode fornecer conselhos.

Outros cães que nadam podem exigir menos banho, pois essa atividade pode funcionar como um banho. Lembre-se, se você permitir que seu cão nade ocasionalmente, supervisione-o o tempo todo e mantenha-se em águas rasas e seguras onde seu cão sempre possa tocar o chão.

Que tipo de shampoo usar

A clínica veterinária local pode fornecer conselhos sobre os produtos mais adequados para o seu cão de estimação. Escolha um shampoo projetado especificamente para cães. Os cães têm pele sensível e seu PH é diferente do da pele humana, portanto, produtos de xampu humano não devem ser usados em cães.

Para cães com pele e pêlo saudáveis, escolha um shampoo hipoalergênico leve e suave. Para cães com problemas de pele, o veterinário local pode aconselhar que tipo de xampu ou produto usar para ajudar a gerenciar ou tratar problemas de pele específicos.

Você também pode tentar aplicar um condicionador hipoalergênico de lavagem suave e suave após a lavagem para ajudar a evitar o ressecamento após a lavagem.

Teste o remendo de uma pequena quantidade de produtos primeiro para garantir que não haja reação ou irritação. Se seu cão parecer irritado – fale com seu veterinário e tente um produto diferente que não cause irritação.

Onde dar banho no seu cão

Onde dar banho no seu cão tende a variar dependendo das circunstâncias individuais.

Ao ar livre

Para alguns cães, pode ser mais fácil banhá-los do lado de fora no quintal no chão. Dessa forma, os proprietários podem evitar levantar, principalmente cães de médio a grande porte. Isso também pode ser uma boa opção para cães que tentam pular da banheira.

Alguns proprietários optam por usar uma mangueira de jardim em baixa pressão. Sempre teste a temperatura da água da mangueira, pois no verão a água pode estar bastante quente no início, portanto, é necessário aguardar até que ela esfrie antes de usá-la. Se o tempo estiver mais frio, pode ser necessário usar baldes cheios de água morna e confortável, pois a água da mangueira pode estar muito fria.

Banheira

Para outros cães, uma banheira ou banheira pode ser adequada. Observe o seu animal de estimação, se eles parecerem chateados, você pode tentar tomar banho ao ar livre.

Se você estiver usando uma banheira, sempre supervisione diretamente seu cão e esteja presente com ele. Deixe a água escorrer pelo ralo para que a água não encha a banheira. Isso é importante por razões de segurança, pois os cães podem se afogar.

Usar uma mangueira / chuveiro acoplada à banheira é ideal ou pode ser necessário usar recipientes / baldes de água e uma concha se você não tiver um acessório para mangueira / chuveiro. Teste a temperatura da água para garantir que esteja confortável e quente, garantindo que não esteja muito quente ou muito frio para que seu cão esteja feliz. Também é recomendável usar apenas baixo fluxo e pressão da água leve.

Aplique um tapete antiderrapante no chão da banheira para evitar escorregões ou ferimentos. Isso também ajudará seu cão a se sentir mais confortável, pois ele gosta de estar em superfícies seguras. Você também pode colocar alguns tapetes antiderrapantes ao lado da banheira e ao redor do banheiro para tornar a área geral menos escorregadia.

Secando seu cão

Enquanto os cães tendem a sacudir instintivamente o excesso de água depois de se molhar, você provavelmente também precisará ajudá-los a secar com algumas toalhas absorventes grandes. Depois disso, a maioria dos cães pode secar naturalmente.

Evite usar secadores de cabelo, pois a maioria dos cães não gosta de soprar para eles e eles também podem ficar muito quentes.

Se os secadores de cabelo forem inevitáveis, sempre tome todas as precauções de segurança. Supervisione diretamente o cão o tempo todo, evite a área da cabeça e garanta que o ar esteja sempre em uma temperatura confortável (não muito quente ou quente). O secador também deve ser colocado a uma boa distância do cão.

Quer aprender como cuidar do seu cão de forma profissional e ainda faturar uma renda extra com isso? Clique aqui e conheça o Curso de Banho e Tosa Online.

Pentenando e Escovando

Por que escovar o seu cão?

Escovar e pentear o pêlo do seu cão é uma parte importante dos cuidados gerais com animais de estimação. A escovação ajuda a manter o pêlo do seu cão em boas condições, removendo pêlos soltos e evitando tapetes / nós. A escovação também ajuda a distribuir óleos naturais saudáveis da pele sobre a haste capilar, promovendo um pêlo brilhante e ajudando a sujeira a deslizar para fora do cabelo. Isso também pode ajudar a reduzir a necessidade de tomar banho e, portanto, reduzir a frequência do banho.

Escovar e cuidar são atividades que ajudam a fortalecer o vínculo positivo entre os cães e seus donos. Escovar deve ser uma experiência agradável e confortável para cães e proprietários.

Quantas vezes escovar o seu cão

A frequência com que escovar e preparar o seu cão dependerá de cada cão. Os cães tendem a diferir na necessidade de escovação devido ao tipo e comprimento do pêlo e também às atividades recentes.

Cães com pêlos curtos geralmente requerem menos escovação e limpeza em comparação com cães com pêlos médios a longos, pois esses pêlos mais longos podem ficar mais emaranhados, tapetes e detritos.

Alguns cães de pêlo muito curto podem não precisar da tradicional “escovação” e, para esses cães, os proprietários podem tentar uma luva macia para remover os pelos soltos, ocasionalmente.

Os cães devem ser escovados ‘conforme necessário’. Os proprietários devem monitorar a condição da pelagem do cão, procurando por emaranhados / esteiras ou embotamento que indique que podem precisar de uma escova. A preparação pode levar de alguns minutos a várias horas por semana, dependendo do seu tipo de cachorro.

Não cuidar do seu cão quantas vezes for necessário pode influenciar sua saúde. Esteiras e nós podem piorar e a umidade que fica presa sob uma pelagem emaranhada e a falta de fluxo de ar podem predispor à irritação e infecção da pele. A higiene é, portanto, uma atividade preventiva.

Se o seu cão tem muito nó, talvez seja necessário levá-lo ao veterinário local, que pode remover com segurança os nós apertados, pois podem ser difíceis de remover sem tosquiadeiras especializadas. O seu veterinário também pode examinar a condição da pele por baixo e avisar se algum medicamento é necessário.

Quer aprender como cuidar do seu cão de forma profissional e ainda faturar uma renda extra com isso? Clique aqui e conheça o Curso de Banho e Tosa Online.

Tosando seu Cão

Além da escovação, alguns cães podem precisar aparar os pêlos de vez em quando. A clínica veterinária local pode aconselhá-lo e mostrar como cortar o pêlo do seu cão com segurança ou você pode se organizar para que a clínica veterinária ou o cabeleireiro profissional o ajudem. Alguns profissionais da saúde trabalharão em uma clínica veterinária.

As áreas comuns do corpo que podem exigir corte de cabelo regular para alguns cães incluem:

  • Ao redor da área dos olhos, se o cabelo estiver começando a obscurecer a visão ou causar irritação.
  • Crescimento de pêlos ao redor do ânus que prende as fezes.
  • Pelos ao redor do queixo e mandíbula inferior prendem os alimentos ou para ajudar a prevenir infecções nas dobras dos lábios e queixo.
  • Áreas onde os detritos (sementes de grama, rebarbas) ficam presos nos cabelos.
  • Áreas onde existem tapetes e emaranhados.

Nunca aponte uma tesoura para o cão; deve-se tomar cuidado extra se aparar pêlos ao redor dos olhos para evitar contato com os olhos.

Use guloseimas para recompensar o comportamento calmo, para que seu cão associe o corte de cabelo a coisas e recompensas positivas.

Quer aprender como cuidar do seu cão de forma profissional e ainda faturar uma renda extra com isso? Clique aqui e conheça o Curso de Banho e Tosa Online.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.

Pin It on Pinterest